Bursite

O Joanete e o incômodo para os pés
1 de Janeiro de 2018

Clique aqui e faça download do artigo veiculado na Revista do Correio Braziliense no dia 15 outubro de 2017

Uma dorzinha chata que atinge milhares de brasileiros e que pode tirar o sono de muita gente. É a bursite.

Na verdade, ela é a consequência de uma condição prévia e surge a partir da inflamação da Bursa - uma espécie de “colchão” amortecedor que temos em algumas regiões do corpo e que ajuda no deslizamento da região sub acromial. Ela acontece devido a um desequilíbrio articular e pode ter várias origens: tendinopatias, lesões parciais e completa do manguito rotador, instabilidades, doenças da sinovial, entre outras.

A bursite precisa ser tratada no todo. Caso contrário, teremos apenas alívio paliativo da dor, já que a condição principal ainda persistirá. Para tal, pode ser necessário o uso de medicações, fisioterapia - tanto no tratamento não cirúrgico, quanto no preparo cirúrgico das lesões, quando necessário.

A melhor terapêutica é o protocolo da Academia Americana associado de outros recursos, onde se meça a força de cada tendão para direcionar o tratamento. Sempre respeitando a dor do paciente, buscando uma melhora do quadro algico, a manutenção da função e recuperação da força.

Comentários

comentários

Pré-Agendamento